Remarketing do Facebook
Chief Digital Officer

Dizer que a tecnologia está ganhando cada vez mais espaço em nossa sociedade já não é novidade para ninguém. Cada vez mais somos imersos em computadores, e-mails, tablets, mídias sociais, smartphones – celular já é coisa do passado! –, em internet banda-larga, 4G, entre tantas coisas. O crescimento e a evolução nesse sentido tem feito com que diversos cargos novos surgissem. De acordo com o Gartner, 50% das empresas terão até 2017 seu “Chief Digital Officer”.

Isso mesmo, além de CEOs e CFOs, veremos os CDOs tomarem conta das empresas. Segundo os estudos, esse novo profissional terá de administrar e gerir a qualidade e a utilidade dos milhares de dados que as empresas produzem todos os dias. Essas informações serão revertidas em inteligência para serem transformadas em oportunidades, ampliando a vantagem competitiva ao negócio. Simplificando, os dados já produzidos para atender as necessidades da empresa serão transformados em novos serviços, produtos e ofertas.

Além disso, o CDO será o responsável por levar a companhia para o mundo digital. Mais do que somente conhecimento técnico, o profissional também precisa ter uma visão geral de toda a operação para trabalhar em parceria com os, outrora novos profissionais e que agora estão presente em quase todas as empresas, CEOs e CFOs na tomada de decisões. A posição das organizações será adotada entre uma junção das estratégias de dados e métricas.

Uma boa notícia é que essa evolução deve criar mais 4,4 milhões de novos empregos – onde estarão os CDOs – no mundo inteiro, sendo que a demanda no Brasil fará com que 90 mil novos postos de trabalhos por conta desse evolução tecnológica.

Quem trabalha com TI deve estar esfregando as mãos, mas os novos cargos vão exigir que eles se especializem como cientistas de dados e tenham conhecimento extra em gestão para tomarem as decisões importantes nas empresas.

Publicado em 06.08.2015